sábado, 7 de abril de 2018

A Razão! E o que nos é mostrado?
Ainda bem que aqui somos uma democracia! Mesmo que pareça ser capenga.
Ainda bem que se pode expor opinião e, tanto faz ser pelo sim ou pelo não.
E assim faço aqui uma exposição, usando a razão da matemática e a massa do que se vê no prato da balança social em nosso País, e alguma concentrações pontuais de individuos.
O ex presidente e atual investigado, julgado e condenado Sr Luis Inacio, não apenas por Sergio Moro (1) mas, também pela 2ª instancia em Porto Alegre (3), posteriormente por uma turma do STJ (7?) e por fim tudo confirmado pelo STF (6).
Ora! Usando a adição tem-se 18 magistrados entendendo haver culpablidade do réu e portanto, cometimento de crime e, essa culpa a própria sociedade em parte já havia percebido e outra ratificado o que já era sabido.
Quando menciono a parte que descobriu, refiro-me a seguinte situação real, segundo informes da midia nacional: o Sr ex presidente ao descer a rampa do palácio e entregar a faixa presidencial, saiu com 80% de aprovação pelo brasileiro. No entanto, as pesquisas da atualidade dizem ter ele 30% para retornar a presidencia. Ora, eis aí a matemática e portanto a razão, falando de uma perda de 50%, pois, se a conta não estiver equivocada, 80% – 30% = 50%. E, além dessa inarredável aritmética há que se mencionar que nela não foi computada os 20% em relação ao tempo da passagem à Dilma e, então implica que o hoje o percentual é de 70%.
Outros fatos a serem observados é que ontem foi sexta feira dia útil e, o que aqueles cidadãos vestindo vermelho faziam obstruindo estradas, concentração o dia inteiro no e em frente ao sindicato e vandalismo em Belo Horizonte no predio em que reside a Min Carmen Lúcia? Essa turma e também muitos dos que portavam a Bandeira Nacional, tem CTPS com contrato de trabalho assinado? 
Pelo visto não! Formam nos 12% - milhões - de desempregados, herança das administrações petistas.
Além do mais, o cidadão mais honesto do planeta, qando foi conduzido a depor, indignado declarou que bastava ter sido convocado que iria a presença de Moro e que, não havia necessidade da presença policial para lhe levar para depor. E por qual razão mudou de opinião e não se apresentou ontem? Afinal, tem experiente banca de advogados a seu dispor.
Portanto, so há uma conclusão: há um percentual de brasileiros adeptos do masoquismo e que, portanto, gostam de sofrer e outro percentual, mesmo que em boas condições sócio economica social são surfistas, pois adoram deslizar nas ondas do esquerdismo ou das mentiras politicas partidárias do Brasil que já mostraram serem um “cesto de transportar água de esperança”. E diante deles um idolo que engana o tempo todo e todo tempo!
Lúcio Reis
Belém do Pará – Brasil – em 07/04/2018.

domingo, 1 de abril de 2018


Dois Males e Suas Consequências
São dois males, podemos assim entender e suas consequências são irrefutáveis, como aqui e, com os argumentos expostos, tentaremos mostrar...
A humanidade, em algumas regiões deste planeta, já passou por grandes e devastadoras tempestades que foram origem de fortíssimos males e que, portanto, de destruidoras consequências espalharam por onde estiveram ou ainda permanecem.
Esses dois males pontuam com muita enfase no campo politico e na área da medicina, sendo ou estando, até, no primeiro a repercussão na maléfica no segundo.
É sabido que o socialismo, o comunismo já experimentados, aplicados em muitos países, é o prato favorito à destruição de uma nação e de sua sociedade e, útero vital a pari uns poucos privilegiados e seus mais próximos, que sentam na cadeira que o poder lhes oferece e consequentes benesses e, como exemplo, para não se dizer que estamos divagando nas nuvens mirabolantes da idiotice, eis aí a Cuba de Fidel, a Venezuela de Chaves e agora de seu Maduro filhote e, nem preciso ir à Africa e outros países onde a desgraça é total, como na Siria que, logo mais será apenas um escombro total mas, em suas mentes a eternidade no poder é uma necessidade patogênica, mesmo que depois sobrem uns poucos zumbis.
Mas, mesmo com esses gritantes exemplos e fatos reais, ainda há inúmeras cabeças na politica nacional, tentando implantar no Brasil a propriedade coletiva e a doutrina politica e econômica que prega a coletivização dos meios de produção e de distribuição, mediante a supressão da propriedade privada e das classes sociais.
Ou seja, no resumo de tudo, todos serão patrões e nenhum será empregado, ou vice verso, todos serão empregados de todos e assim, nivelaria na mesma linha reta os neurônios de toda uma sociedade e invalidaria a realidade de que os DNA, os carater e as capacidades são diferentes.E se isso não fosse uma verdade, todos seriam ou teriam a capacidade de Stephen Hawking, não haveria mestre e professor.
Usando a lógica e a realidade, desde os primordios da humanidade, é fácil concluir que esse modelo não pode e não dará certo jamais e, tanto é verdade que, a cabeça que chega ao topo do poder não aceita a alernância e sua substituição ou troca e se perpetua no comando e normalmente pela força ou pela lavagem cerebral em massa.
Basta lembrar o projeto de poder do PT e aliados, parido ou gerado no Forum de São Paulo, com o apoio e aval de algumas ditaduras vizinhas.
Como inserir no título, falando de dois males, um é o que acima tentei expor e o outro é a AIDS que, mesmo sendo de amplo conhecimento como ser contaminado ou adquirir o mal e suas consequências, milhares de pessoas ainda cometem os mesmos erros, atitudes ou equívocos de não se prevenirem e tomarem ou usarem medidas capazes de evitar que o mal lhe acometa e por isso as estatísticas de infectados só crescem.
Ou seja, o aidético o soro positivo – ressalvando o contágio acidental – o seguidor ou simpatizante e o eleitor de quem defende a implantação do sistema oposto ao capitalismo, sabem os danos ou consequências de ambos mas, mesmo assim tentam e arriscam-se.
Porém, admitamos hipoteticamente que os partidos da linha do Karl Marx e Friedrich Engels, respectivamente 1818-1883 e 1820-1895, assumam o poder no Brasil e aí, sua primeira medida será alterar o art.1º da CF, onde está dito sermos constituida em Estado Democrático de Direito.
Depois eliminar com os prolongados feriados e, mui especialmente os do carnaval e também, incutir na mentalidade e no inconsciente social que produzir e imprescindível, pois lembram todos são patrões ou todos são empregados de todos.
Considerando ainda, sob hipótese que assim será, sairá da pauta do noticiário, por exemplo, os quilométricos congestionamentos no trânsito em direção a baixada santista ou à região dos lagos no Rio.
Como pode ser visto e concluído, o brasileiro é diferenciado, a malandragem do Moreira da Silva está carimbada, o jeitinho é bem olhado e admirado mas, também condenado e a “Lei de Gerson” é muito praticada.
Por isso acordem adeptos do que não deu certo e nem dará, pois em terra abençoada a boa vontade ainda prevalece e prevalecerá!
Lúcio Reis
Belém do Pará – Brasil em 01/04/2018.



quinta-feira, 29 de março de 2018

Divagando na quinta

Vamos agora calcular
Caravana lulista a chegar
Ainda na pista a rodar
E em ITU-SP a lhe recepcionar
Com ovos de ema a lhe presentear
Dando-lhes boas vindas e apupar
Brindando o coletivo na pista a rolar
Ao ex presidente ofertando-lhes mimos ao desembarcar
Será um feito para jamais olvidar
Pois de clara e gema uma piscina irá se formar
Lula e companheiros nela poderão mergulhar
Faz-se piada para não lamentar
Cria-se jocosidade para não chorar
Pois quem padece é a Nação, nosso Lar
Triste fim de quem foi no ombro carregado
Agora figura "ovocionada" para não ser apedrejada.
Lúcio Reis
Em 29/03/2018

quarta-feira, 14 de março de 2018


Suja o Curriculum?
Como simples cidadão brasileiro, fiz-me a interrogação: ser defensor de acusado, indiciado ou réu, isso mancha, sua conduta e o curriculum profissional?
É! Essa pergunta veio-me a cabeça ao ouvir posicionamento público do Secretário de Governo Carlos Marun, ao lado do Ministro da Justiça Torquato Jardim, referindo-se ao Ministro do STF Luis Roberto Barroso que, antes de ocupar cadeira na Suprema Corte, advogou, segundo o Marun, em prol do italiano Cesare Batisti, dando a entender à sociedade que esse feito desmerece ou coloca no Ministro Barroso algo que o incapacite moralmente ou lhe retire a imparcialidade ou até mesmo a competência para a função.
Ora convenhamos que, não fosse os notáveis e ricos bandidos, de maneira especial os que arrombam o erário, usando o “pé de cabra” dos tráficos de influência ou as relações com aqueles que estão do meio para o pico da pirâmide, não haveria por conseguinte, os notáveis e mais caros causídicos e suas reconhecidas e milionárias bancas advocatícias, não apenas em nosso território mas, no mundo jurídico mundial.
Por outro lado, o saber jurídico mostrado e, a projeção que o profissional adquire no meio do direito, só se torna visível quando o processado, ou entidade para a qual atuou, ou o contratante tem visibilidade, destaque social, empresarial e politica, pois basta sabermos que a corte é composta por membros da escolha do chefe de estado e de governo, tendo diante de si, alguns nomes provenientes de uma lista e que, nós simples mortais não sabemos em profundidade como e com que critérios e outros pormenores esse rol é elaborado.
Do campo politico brasileiro com ramificações no mundo todo, saiu grandes expoentes, experts nos feitos criminais e, por conseguinte seus defensores no “gramado” das leis e códigos, são craques no manusear dos compêndios com seus artigos, brechas e parágrafos e para ratificar essa assertiva, eis a impunidade proveniente de anos ganhos com medidas procrastinadoras e ações arquivadas por decurso de prazo e o mal feitor fazendo galhofa com a cara da sociedade.
Ora observemos portanto, recente jogada no âmbito dos tribunais superiores! Qual a razão para o ex presidente Lula contratar para sua linha de “zagueiros” o veterano, ex ministro e ex presidente do STF, o causidico Sepulveda Pertence? Para atuar também como "centro avante" nas quatros linhas daquela côrte?
Sem dúvida não foi com a intenção de lhe pagar honorários profissionais para que ele tenha meios e faça implante de cabelos.
Porém, caso a condenação de Luis Inacio seja mantida e assim ratificado os crimes nos quais ele foi capitulado e réu condenado já se tornou, isso manchará o curriculum e a vida profissional do Dr Pertence? O fato de advogar para o ex presidente coloca falta de idoneidade em seu histórico? E da mesma forma se conseguir intento positivo ao condenado receberá uma tarja vermelha em sua capacidade funcional? Claro que não! Mas na interpretação e posicionamento do Sr Marun, sim!
O fato é que os cidadãos de carater desvalorizados estão no poder, a gama de crimes cometidos e em tramitação processual, em investigação ou já em julgamento é muito grande e diversificada e por isso, somos um País de meliantes e que marca passo no lamaçal das indecências criminais pelo colarinho branco, corruptos e também pelas ações delituosas e semelhantes por quem transita na base da piramide social.
Por isso quando se ouve declaração tal qual a proferida pelo Sr Marun, é possível compreender e concluir, por qual razão o Brasil não avança nos comportamentos éticos e morais, pois esse Senhor está na cúpula do governo e também detém mandato eletivo e, portanto, há muitos com pensamento semelhante e,  é o caso de perguntar: se defender réu suja o histórico do profissional do direito? E o que há de ser dito do magistrado que o absolve?
Lúcio Reis
Belém do Pará – Brasil,em 14/03/2018


quinta-feira, 8 de março de 2018


Para Mulher 8 de Março também!
Normal ou naturalmente em 08 de março quando celebramos o Dia Internacional da Mulher, tento homenagea-las com a composição de um poema ou pelo menos tento escrever algo para ficar e que até possa parecer com poesia.
Mas nesta data vou por outro caminho, tendo como chão as mesmas letras, sentenças que são usadas para criar gramaticalmente, e independente da forma, posto que, para mim o relevante é o grande ente da homenagem, razão da celebração e assim, seria como tomar uma pétala de rosa, uma das flores mais linda do universo ou um buquê o mais diferenciado possível. Tudo seria significante, mas a homenageada é que é insubstituível e, para mim, há aquela por demais importante e que na primeira palavra desta crônica insiro seu nome.
Em escritas anteriores já mencionei as mais variadas profissões abraçadas pela mulher e sobre as quais, está confirmado elas sempre se desempenham com brilhantismo, apesar de que algum reconhecimento em termos de valor não lhe seja conferido. Mas, essa diferença não as faz desistirem e nem relaxar na qualidade de  suas produções.
Não é e nem será muito referir que a mulher é muito mais inteligente que nós e, não faço essa referência no aspecto do embate “beligerante” ou da competitividade, mas registro por ser uma verdade que deve ser dita e propalada e por isso mesmo uma realidade.
A mulher de maneira geral, não tem intenção ou objetiva submeter o homem, pois sabe da insegurança do masculino e, tanto é real que, até aqui ainda há, e de maneira muito presente e contundente o machismo, estupro e incompreensível  violentas agressões.
O machismo apenas tenta disfarçar, ocultar a insegurança que o homem tem em relação a companheira, esposa, namorada ou semelhante e, mesmo a despeito de estarmos transitando no seculo XXI essa realidade ocorre e, não se mostra apenas onde a universidade não chegou mas tambem, onde o abcd tem curso superior e até na pós gaduação, o que comprova que as letras entram mas, não expulsam da cabeça masculina o sentimento de posse ou de objeto que nutre pela mulher que está a seu lado, logico, ressalvando-se as exceções.
E não se diga que o exagero está presente na minha informação, pois aí esta a Lei Maria da Penha que, precisa ser mais dura, pois ainda hoje milhares de mulheres dormem com os olhos  roxos, dentes fraturados e hematomas generalizados pelo corpo e a desculpa é que ela caiu da cama e permaneceu caindo por anos.
Nossa cultura, nossa educação é que propicia essa dantesca realidade mas, vamos evoluir e melhorar e quem sabe, em pouco mais alguns 8 de março já possamos apenas falar de jardins, de luares de canções românticas, de estrelas brilhantes e de mulheres felizes.
E portanto, logo mais celebrar esta data cantando a rainha do lar, a mãe carinhosa, a amante sensível, a profissional competente em fim, a mulher de muitos ou de todos os olhares e, que não seja mais necessário referirmo-nos aos aspectos indesejados.
Lúcio Reis
Belém do Pará – Brasil, em 08/03/2018.

sábado, 3 de março de 2018


Brasil! Uma Nação ou uma brincadeira?
Reitero o que já registrei em crônicas anteriores e, já há alguns anos: vamos brincar de país ou vamos ser arrêmedo de nação ou uma marionete manobrada pelas mãos da crônica irresponsabilidade e cordinhas da constante inconsequência?
Hoje, ante a realidade de fatos que se desenrolam no Brasil, ora ali ou acolá e por que não até aqui, não há como duvidar de que ainda não adquirimos a real noção do que é ser uma sociedade adulta e, o que é pior, não é possível vislumbrar a médio prazo quando isso dar-se-á ou pelo menos inciar-se-á a devida mudança.
Podemos sim, afiançar que, nos últimos anos, evoluímos melhor e quantitativamente no quesito ou aspecto da corrupção, malversação do erário de de maneira diferenciada, abrangente e dissiminada no tópico criminalidade urbana principalmente e, em especial no latrocínio e, por via de consequência, nos itens referentes aos interesses do cidadão, involuimos e muito.
Mas para todo resultado, há uma ou mais receitas e, entre nós da para concluir serem várias e, de ante mão, não se consegue pinçar nos meios de tanta dificuldades, qualquer movimentação que possa redundar numa melhora, se não vejamos: há dias o noticiário nacional repete e ecoa a fratura no pé do atleta Neymar e, um brasileiro espirituoso, aproveita o fato para perguntar: em virtude da cirurgia no jogador será feriado nacional? Pertinente, digo eu, em virtude de tema insignificante ocupar a mente de tantos, quando milhões estão deitados no chão de hospitais Brasil afora, e, para tornar tudo mais esquisito, é noticiado que uma ala inteira do hospital foi isolada em função do procedimento.
Não obstante, essa preocupação da massa, sucessivas tragédias, não naturais, como o clima que no momento massacra a Europa mas, as provocadas pela irresponsabilidade de brasileiros, como foi o caso de Mariana em Minas Gerais e que, os anos se sucederam, o jogo de empurra e as saídas pela tangente repetiram-se e, no resumo da ópera da lama e da malandragem para gastar o tempo, o cidadão é no fim o sacrificado e, em alguns casos com seu óbito.
Agora, por aqui, mas precisamente na região do municipio de Barcarena, sobre a qual a imprensa publica que há 35 vezes mais alumínio na água do município que o permitido, e particularmente na comunidade de Vila Nova, tudo em função de armazenamento de rejeitos em virtude das atividades da Hydro Alunorte.
A contaminação por esses rejeitos químicos, oriundos da empresa acima referida, surgem em áreas daquele município, com referencia a chumbo, é dito também que houve transbordamento nas duas bacias que recebem os rejeitos químicos da empresa, a DRS1 e DRS2, das quais é proveniente o que afetou as localidades ao redor do Rio Mucuripi.
Há indícios, também segundo a imprensa, que o problema é maior do que até aqui é dito. E informa ainda que a solução descontaminar, requer como ítem também o afastamento da população do uso da água local.
Os meios de comunicação mostraram autoridades politicas, entregando galões com 20 litros de água mineral ao povo atingido. E de imediato, vem o questionamento: com a saída da imprensa do local, quantas vezes mais, essa providencia foi tomada? E logo mais, será que a sociedade não  vai ser informada de superfaturamento na aquisição dessa água, com a desculpa de ser emergencial e por isso ser dispensada licitação ou tomada de preços ou o que o valha?
Como se constata mais outra vez, chega-se a situação do consertar ou remediar, quando o preferível, prudente e melhor para o povo e não prejudicial ao meio e a todos, seria  e é a prevenção, posto que no final o humilde cidadão e o meio ambiente em que vive, é que serão prejudicados e seriamente e, não se diga que é imaginação, pois Mariana está aí como prova  dantesca e pronta e não tem nada de ficção.
No momento o poder público, principalmente o poder legislativo do Estado já nos faz ouvir o embate entre situação e oposição, sem esquecermos que estamos em ano eleitoral e que, o fator responsabilidade que cabe ao governador deste Estado, quanto aos prejuízos e danos que se abateram sobre aquela gente simples, e também ao meio ambiente, percebe-se que a representação popular busca logo o caminho de CPI, as quais, já são notórias por não dar em nada, não passam de palanque eleitoral, gasto inútil, pois no fim em nada de bom e positivo ao cidadão resultará e, no decorrer da mesma a blindagem do ato e do agente irresponsável é no que redundará.
Mas, ainda assim será por muitos séculos, pois o povo brasileiro gosta mesmo é de corrupto, de representante que esteja na mídia como mal feitor, pois se isso não fosse real, não haveria nos parlamentos brasileiros tantos arrolados em processos judiciais por cometimento dos mais variados crimes.
E assim só nos resta perguntar: somos uma Nação séria ou um País de total e irresponsável brincadeira?
Lúcio Reis
Belém do Pará – Brasil em 03/03/2018.   



terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Incendiando a República
A sociedade nacional vem assistindo via imprensa, algumas pessoas públicas, com função politica de responsabilidade, como a Senhora Gleise e o Senhor Lindemberg, ambos senadores pelo PT, e até José Dirceu e, outros mais ligados a movimentos sociais, pregando nos meios de comunicação o incendiar a República  Brasileira, caso o ídolo deles o Sr Lula venha a ser encarcerado em cumprimento a pena de prisão definida pelo Tribunal em Porto Alegre para que a sentença não seja executada e referido apenado, seja beneficiado  com continuar usufruir de liberdade.

Convenhamos com isenção, que a atitude dos dois e  outros pessoas, inclusive do condenado, fogem totalmente aos princípios legais do estado democrático de direito que hoje e ainda, norteiam países democráticos e livres nos quais o império da lei e da ordem são o norte da estabilidade social e a base do convívio  saudável  entre seus cidadãos.
É incompreensível, para não dizer inaceitável que brasileiros atuem, ajam com o claro objetivo de bagunçar a paz  social e harmonia familiar brasileira, pois é sabido e visto essa realidade diariamente nos meios de comunicação os exemplos vividos e o que ocorre em outros países, com as famílias, quando a inconsequência da representação popular prega o atrito entre pessoas da mesma sociedade e desse desentendimento vem o caos social e até mesmo o derramamento de sangue.
O Brasil já vive uma guerra diária entre o pessoal do tráfico e as forças de segurança do estado, quando todo dia inocentes são alvos fatais de projeteis perdidos e, os fatos reais estão aí no Rio de Janeiro e em outras unidades da federação, como bem recente em Fortaleza. E pelo que se tem testemunhado nos meios de comunicação há o objetivo de levar para a via pública de todo o Brasil, o desestruturar e quebrar a pouca paz que ainda resta e, o que é pior, a razão dada como causa dessa catástrofe planejada, estupida e sem noção, que é a condenação do ex presidente Luiz Inacio.
Sabemos que ele tem seus admiradores, pois Hittler também o tinha. Mas, no universo de 200 milhões de brasileiros, possivelmente – façam uma enquete séria - a maioria não mais o aplauda e além do mais, uma minoria desafiar a justiça com o emprego da baderna, do incendiar, apedrejar e quebrar ou da força ilegal, é sem dúvida alguma, pedir para ser rechaçada também com a força diretamente proporcional e até maior e aí, o que virá será choro e ranger de dentes, como consequência natural.
Ninguem está acima do bem e do mal e, os recursos existentes para serem impetrados estão ao dispor de todos. As instancias judiciais, estão também ao dispor de todos os cidadãos. E o ter exercido cargo ou função pública, mesmo que tenha sido de presidente da Nação, não outorga a ninguem o certificado de inatingível pelos códigos penais mas, sem dúvida, assim como a todo cidadão, que haja o amplo direito de defesa mas, jamais o esgarçar a Constituição Federal ou qualquer outro dispositivo legal.
O planejar, o ameaçar e portanto, a previsão consciente de que há a pretensão de destruir, desmontar e criar ambiente hostil e com guerra, sem dúvida requer ação em sentido contrario pelo e do estado com o fim de preservar a estabilidade e tranquilidade de viver nos lares desta Nação.
O que é inconcebível é que algumas cabeças ocas e descompromissadas com a harmonia da família brasileira, usem a liberdade de expressão para semear o ódio e a guerra e, o que é pior, arregimentando até mesmo com o emprego da mentira,  pessoas ignorantes que formam na massa de manobra, pois sem conhecimento do que é situação ou posição, regime ou sistema politico, ou mesmo estado democrático de direito, e são levadas à praça pública e assim, sem saberem por que ali estão até sentirem o cheiro do gás e o gosto da borracha, dar-se-ão conta de que foram usadas e ludibriadas.
Lúcio Reis
Belém do Pará-Brasil, em 29/01/2018.